top of page
  • Foto do escritorLeonardo Saboia de Azevedo

O que significa ESG?


ESG e o planeta terra
ESG e o planeta Terra

Mostrar para o mercado em que atua, seus fornecedores, clientes, doadores e colaboradores que a organização é socialmente consciente, sustentável e corretamente gerenciada


Essa sigla, em inglês, que significa ESG - Enviromental, Social and Governance, corresponde à práticas responsáveis na gestão de qualquer iniciativa, desde que considere os aspectos ambientais, sociais e de governança com responsabilidade. Na prática, é uma forma de mostrar para o mercado em que atua, seus consumidores, fornecedores, colaboradores, doadores e seus investidores que a organização é pautada pelas diretrizes ESG, que a organização é socialmente consciente, sustentável e corretamente gerenciada.


Publicação do Pacto Global com o Banco Mundial


O termo ESG foi cunhado em 2004 em uma publicação do Pacto Global com o Banco Mundial, chamado de Who Cares Wins (traduzido pode ser lido como “Quem se importa, ganha“).


Os critérios ESG estão diretamente relacionados aos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), iniciativa mundial que envolve a ONU, o Pacto Global e várias entidades internacionais.


O perfil da sociedade está mudando radicalmente


Um fator relevante, dentro desse contexto, fator que surfa na mesma onda, é que o perfil da sociedade está mudando radicalmente: a preocupação com a escassez de recursos naturais e seus impactos no planeta, com os aspectos de boa governança e o respeito à igualdade de gênero, diversidade e inclusão, (Pilares do ESG) entre outros valores, estão no radar de organizações e de pessoas comuns.


Mas especificamente, quanto aos Pilares do ESG – Meio Ambiente, Social e de Governança de empresas ESG e ou consultoria ESG, esses temas estão pautados em algumas diretrizes, tais como:


Práticas da organização voltadas ao meio ambiente


O Pilar Ambiental (E de esg) refere-se às práticas da empresa ou entidade voltadas ao meio ambiente, em especial a sua performance e pela garantia da sustentabilidade nas suas operações, tais como aquecimento global; emissão de gases poluentes; poluição; desmatamento; gestão de resíduos; biodiversidade; entre outros.


Ao impacto em prol da comunidade e sociedade como um todo


O Social diz respeito à responsabilidade social e ao impacto em prol da comunidade e sociedade como um todo. Estão voltados para o respeito aos direitos humanos e às leis trabalhistas; segurança no trabalho; salário justo; diversidade de gênero, raça, etnia; proteção de dados e privacidade; satisfação do cliente, investimento social e o relacionamento com a comunidade do entorno.


A organização está posicionada em relação à adoção de boas práticas


O G de Governança do ESG está ligado às políticas, processos, estratégias e orientações, especificamente como a empresa está posicionada em relação à adoção de boas práticas, tais como códigos de ética e de conduta e se garante a equidade, a prestação de contas e a transparência, sobretudo com seus investidores minoritários. Está intimamente ligado aos dois outros termos (Social e Ambiental), por ser quem dita, orienta, fiscaliza e reporta as práticas sustentáveis (ou não).


O fortalecimento da identidade organizacional


Num todo, quando falamos de iniciativas de empresas ESG, tem como radar o fortalecimento da identidade organizacional por meio de uma gestão que ratifique seu compromisso com o presente e com o futuro.


Para a gente daqui da Gestão Transversal, uma consultoria ESG, é uma jornada de transformação não apenas dos negócios, mas da sociedade como um todo já que envolve a construção de um mundo inclusivo, ético e ambientalmente sustentável, garantindo a qualidade de vida para presente geração e geração futura.


Publicamos recentemente, aqui na sessão Blog, o artigo "ESG em 13 Passos na Prática" - acesse aqui.


Se você tiver alguma dúvida a respeito dessa maravilhosa empreitada que é o ESG, fale com a gente acessando aqui

コメント


bottom of page